em

Biblioteca Municipal Dom Ricardo Weberberger comemora seu cinquentenário

Na noite desta quarta-feira, 30 de outubro, data em que se comemora o Dia Nacional do Livro, a Biblioteca Municipal Dom Ricardo Werberberger, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer realizou a culminância do projeto “Biblioteca de São Desidério, 50 anos de história”, com exposição de dados históricos, através de registros orais, escritos e […]

20131031112932
Biblioteca Municipal. Foto: Rodney Martins/Divulgação

Na noite desta quarta-feira, 30 de outubro, data em que se comemora o Dia Nacional do Livro, a Biblioteca Municipal Dom Ricardo Werberberger, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer realizou a culminância do projeto “Biblioteca de São Desidério, 50 anos de história”, com exposição de dados históricos, através de registros orais, escritos e fotográficos, pertences do saudoso bispo Dom Ricardo, uma mostra das ações desenvolvidas e campanha de arrecadação de livros infantis. O prefeito, Demir Barbosa, secretários, vereadores, ex-funcionários da biblioteca, estudantes, educadores, representantes da Academia Barreirense de Letras, amantes da leitura e comunidade em geral prestigiaram o evento.
   
Um documentário apresentado, fez uma homenagem aos ex e atuais funcionários, marcado por depoimentos e fotografias antigas, que abordavam a trajetória da biblioteca nestes 50 anos, desde a sua criação em sete de outubro de 1963, quando o primeiro prefeito do município, Abelardo Alencar firmou um convênio com o Instituto Nacional do Livro – INL, as suas instalações não fixas, até  a inauguração da sede própria em 19 de setembro de 1995 no mandato do então prefeito Felisberto Ferreira dos Anjos. Durante a programação foram sorteados livros entre as pessoas presentes.

Biblioteca Municipal. Foto: Rodney Martins/Divulgação

“Foi um trabalho prazeroso, satisfatório e marcante, a equipe fez uma busca por dados escritos concretos, a história oral também foi uma ferramenta positiva, são 50 anos de história, e deve ser resgatada, lembrada e registrada para deixarmos às futuras gerações. Parabéns biblioteca, eu também faço parte desta história”, destacou a coordenadora, Ana Lúcia Souza.

Biblioteca Municipal. Foto: Rodney Martins/Divulgação

Outro momento marcante foi a apresentação da 3ª edição do projeto “Clube de Leitura”, com um sarau sobre a obra “Quando a Fé é a Inspiração” da autora da terra, Autina Macêdo Paiva, conhecida carinhosamente como Tia Neta, falecida em 2011. As pessoas recitavam as poesias e a neta da autora, Carmem Suzana explanava cada poema. “Estou emocionada e grata, minha avó era uma mulher humilde, mas amante da leitura, sempre gostou de escrever e ler, o seu livro favorito era a Bíblia Sagrada, a sua obra aborda três temáticas, a fé, família e temas diversos, como o dia dos pais, mães, estudantes, enfim as datas comemorativas. Devo a ela o meu gosto pela leitura, é a minha inspiração”, declarou.

Biblioteca Municipal. Foto: Rodney Martins/Divulgação

A biblioteca municipal, desde a sua criação, era atrelada à secretaria de Educação e em julho de 2012 passou a integrar a pasta da Cultura, Esporte e Lazer. “Sinto-me honrado em estar à frente deste órgão tão relevante para o município, quero parabenizar a coordenadora e toda equipe pelo trabalho realizado, com a implantação dos projetos, a exemplo do baú da leitura e o clube da leitura que já se solidificou, quero também falar das conquistas, uma vez que foi assinado o Protocolo de Intenção – uma espécie de convênio – com a Fundação Pedro Calmon, um órgão responsável pelas bibliotecas nacionais com o objetivo de proporcionar melhores condições de estrutura física e ampliação do acervo bibliográfico, enfim todo suporte para o seu pleno funcionamento, por que acredito que a leitura move o mundo, que é feito de homens e livros”, ressaltou o secretário, Nerito Carvalho.

Biblioteca Municipal. Foto: Rodney Martins/Divulgação

“Estas ações são de fundamental importância, para despertar o interesse pela leitura, vivemos em uma era digital, onde os livros foram esquecidos, por isso iniciativas como esta, atraem as pessoas á biblioteca e para o hábito da leitura. Dediquem mais um tempo para os livros, é um hábito prazeroso. Quero parabenizar a biblioteca pelo seu cinquentenário, aos ex e atuais funcionários que fizeram e fazem parte desta história que é de todos nós”, salientou o prefeito, Demir Barbosa.

Por Adinete Batista

Da Folha Geral, em Salvador*

*Com colaboração de (agência, assessoria ou especialista)

Cristópolis terá creche avançada com capacidade para 240 crianças

NASA descobre “gêmeo infernal” do planeta Terra